Empregabilidade e Responsabilização

Publicado por Roberto Carvalho em Formação & Carreira

Tempos atrás fiz uma série de palestras sobre este tema. Na ocasião, apoiei-me em uma pesquisa feita por renomada entidade em que foram avaliadas mais de 160 empresas, cuja soma de seus faturamentos correspondia a mais de 23% do PIB brasileiro. Uma importante amostragem, portanto.

A pesquisa tinha como propósito identificar a origem da carência de profissionais naquele momento – final de 2013, começo de 2014. 

Como as empresas estavam contratando? Quais seus fatores motivadores e quais suas dificuldades em contratar? Como faziam para contratar ?

Pois bem, o resultado foi surpreendente: 80% da empresas declararam dificuldade em encontrar profissionais qualificados, pois diziam perceber uma média e baixa oferta de mão de obra. Mais de 90% dessas empresas diziam haver também grande dificuldade na contratação.  Mais de 80% dizia não encontrar profissionais capacitados. Mas, o que seria necessário para um profissional ser considerado como “qualificado”?

Ao descermos mais nos detalhes, ao tentarmos identificar aonde esta dificuldade residia, deparamo-nos com outras informações surpreendentes:  A dificuldade pairava sobre 51% dos cargos de nível superior e mais de 65% sobre os de nível técnico. Estas duas categorias juntas representavam o gargalo deste estudo e amostragem.

TODAS as empresas apontaram fatores comportamentais como critérios difíceis de serem encontrados nos (inúmeros) candidatos.

Em minhas palestras, o que percebi do lado dos candidatos foi a manutenção ostensiva de um comportamento que ouso chamar de “padrão”. Continuam “achando” que o que as Empresas querem é tudo aquilo possível de ser medido: Tempo de formação, tempo em um determinado cargo (experiência), idade, gênero, se casado(a) ou não, e por ai vai. Evidente que esses critérios são importantes, mas atenção: não são mais exclusivos e excludentes. A pesquisa mostra que as Empresas analisadas estão dispostas a flexibilizar na maior parte destes critérios desde que encontrem profissionais que tenham os aspectos comportamentais esperados por elas. Em outras palavras e ainda segundo a pesquisa, as Empresas abrem mão de um profissional “X” que antes se pedia 10 anos de formado, por um com a metade do tempo, mas que demonstre habilidades como empatia, liderança, pensamento inovador, habilidade em efetivamente ouvir e falar. Via de regra, nenhuma dessas habilidades se tem em sala de aula, e são esses os valores que podem definir a sua contratação.

Enquanto isso, a grande maioria ainda corre atrás “apenas” de um emprego e mantem o padrão de comportamento repetitivo,  igual, padronizado. É quase tudo o que não se quer mais.

Pense a respeito. Faça uma avaliação de perfil comportamental e olhe a tudo e a todos de forma mais intensa e verdadeira, inclusive a você mesmo.

Se você gostou do tema, contrate esta palestra e vamos debate-lo juntos! Se tiver interesse em conhecer com profundidade o seu perfil comportamental, será um prazer atende-los!

Obrigado pela leitura,

Roberto Carvalho

Executivo com grande experiência em ambientes corporativos em vários segmentos de mercado, passou por grandes momentos de mudança. Sua história faz com que seja um grande admirador da construção do novo, da inovação e da quebra de paradigmas. As dificuldades encontradas neste caminho são fatores de motivação para Roberto, que está em constante e eterna mudança. Trabalhou nas indústrias farmacêutica, química, construção civil, IT, indústrias de transformação, dentre outras. Durante este longo período teve a oportunidade de atuar nas áreas de Gestão Executiva, Supply-Chain, Marketing, Planejamento Estratégico e desenvolvimento de negócios. Coach profissional e certificado possui também certificação como DISC analyst, é Pós-graduando em Dinâmica de Grupos pela Sociedade Brasileira de Dinâmica de Grupos, com formação em Administração de Empresas, MBA em gestão executiva, iniciante na arte do Design Thinking e com extensas vivências no Brasil e no exterior. A possibilidade de uma visão e ação inovadoras, empreendedoras, criativas, com foco predominante nas pessoas e em equipes é dada em virtude das experiências adquiridas, formação acadêmica e o conjunto de valores e princípios que norteiam o exercício de sua profissão. Co-autor do livro "Condicionados para o sucesso - Mudando Paradigmas"

roberto@coachemrede.com.br
www.coachemrede.com.br
facebook.com/coachemrede


Mais sobre o tema


Mais de Roberto Carvalho

 


Apoio

Compartilhe!

Compartilhe com os seus contatos e amigos essa experiência importante que pode potencializar muito sua formação e capacitação profissional.

Assine nossa newsletter!

Cadastre aqui o seu e-mail e saiba das novidades, campanhas e novos benefícios para visitantes e assinantes do Portal!

Entre em contato!

Fale conosco! Tire suas dúvidas, deixe suas sugestões, elogios e críticas sobre o Portal para podermos melhorar sempre!

Fale conosco!